ALAGAMENTOS

Enchentes invadem residências e levam prejuízo a moradores do Céu Azul

Relatório produzido pelo Executivo irá subsidiar a elaboração de um estudo técnico propondo as medidas corretivas

sexta-feira, 2 Março, 2018 - 15:00
Foto: Rafa Aguiar / CMBH

Moradores do Bairro Céu Azul, na Região de Venda Nova, reclamam que os frequentes alagamentos ocorridos no período de chuvas têm causado danos ao patrimônio e impossibilitado a circulação de veículos e pedestres. Para apurar as denúncias, a Comissão de Meio Ambiente e Política Urbana realizou visita técnica ao local, na manhã desta sexta-feira (2/3). Ao final da atividade, representantes do Executivo informaram que um relatório da visita vai subsidiar a elaboração de um estudo técnico para correção dos problemas.

O ponto mais crítico da região fica na Rua Radialista Armindo Amaral, esquina com Avenida Francisco Negrão de Lima, devido à sua proximidade com o Córrego Olhos D’água. O Morador Webio Martins de Souza conta que basta vir uma chuva mais forte para que os vizinhos fiquem apreensivos. “Os alagamentos acontecem porque quando há muita chuva, o sistema de drenagem fica sobrecarregado. Por causa dos bueiros entupidos, a enxurrada encobre o asfalto e adentra nossas residências, que estão na parte baixa do bairro”, explicou Souza.

De acordo com os moradores, os alagamentos ocorridos na região causam danos e transtornos constantes, chegando a impossibilitar a circulação no entorno. Para solucionar o problema, a comunidade sugeriu ao poder público que fosse construída uma vala, destinada ao escoamento das águas, e a implantação de uma rede de drenagem pluvial adequada à região.

Poder público

Conforme explicou o representante da Superintendência de Desenvolvimento da Capital (Sudecap), Giovani Serravite, os alagamentos ocorrem no local porque a rua está em um patamar inferior ao nível da galeria de drenagem da água de chuva. “É preciso encontrar uma solução para que esta água escoe da maneira correta, até que alcance a rede de drenagem subterrânea”.

Segundo o representante da Coordenação de Administração Regional Venda Nova, Farid Sales de Carvalho, já existe um projeto de urbanização da Avenida Francisco Negrão de Lima, que inclusive contempla adequação hidráulica para o controle de inundações. No entanto, Carvalho alega que não existem recursos disponíveis nem previsão para execução das intervenções. 

Encaminhamentos

Requerente da atividade, o vereador Cláudio da Drogaria Duarte (PMN) informou que a Sudecap se comprometeu a produzir um relatório, documento que vai subsidiar a elaboração de um estudo técnico, a fim de formalizar o compromisso do Executivo de tomar as medidas corretivas e as providências necessárias.

Superintendência de Comunicação Institucional

[flickr-photoset:id=72157693274358324,size=s]