CENTROS DE SAÚDE

Usuários de unidade em Venda Nova reclamam da falta de espaço e de médicos

Também foram verificados descarte inadequado de materiais, infiltrações e mobiliário estragado; PBH anunciou obras

quarta-feira, 14 Março, 2018 - 15:45
Vereadores Catatau e Cláudio da Drogaria Duarte, fiscalizando abastecimetno de medicamentos no Centro de Saúde Rio Branco
Foto: Marcelo Caciano

Problemas como espaço apertado, mobiliário danificado, falta de médicos e de manutenção e descarte irregular de materiais foram apontados por usuários e funcionários do Centro de Saúde Rio Branco, localizado em bairro de mesmo nome, na Região de Venda Nova, em visita técnica da Comissão de Saúde e Saneamento, nesta terça-feira (14/3). Conforme informou a PBH, a previsão é que, ainda neste semestre, sejam realizadas reformas na parte hidráulica e elétrica e pintura do posto. A comissão encaminhará aos órgãos competentes as demandas apresentadas cobrando as melhorias necessárias.

Usuários que aguardavam atendimento reclamaram da ausência de um dos médicos e da falta de informações por parte dos atendentes. Segundo o vereador Cláudio da Drogaria Duarte (PMN), foi negociada com a Secretaria Municipal de Saúde uma requalificação constante dos funcionários nas unidades de saúde e um sistema de checagem da qualidade do serviço prestado.

Em relação à infraestrutura, foram observadas cadeiras estragadas no consultório odontológico e falta de material para a preparação de resinas. O descarte de materiais tóxicos, como restos do amálgama e mercúrio, não é feito corretamente. Além disso, as pias não têm pedal e as lixeiras estão com os pedais estragados e sem tampo. Outro problema é que o consultório possui um degrau no piso, comprometendo a acessibilidade. Um dos bebedouros do centro de saúde também não está funcionando. Alguns espaços estão com infiltração e com o reboco soltando, precisando de reparos, mas já há um cronograma de obras previsto pela Prefeitura.

Por outro lado, foi verificado que o abastecimento de medicamentos está adequado, com 91,2% da demanda atendida, faltando somente a Benzilpenicilina de 400 mg. 

Equipes

O posto possui seis equipes do Programa Saúde da Família (PSF), cada uma com com um médico, um enfermeiro, dois auxiliares de enfermagem e cinco agentes comunitários de saúde, e uma equipe de apoio, incluindo dois clínicos e equipe do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF) completa, composta por nutricionista, fisioterapeuta, terapeuta ocupacional, farmacêutico, fonoaudiólogo e educador físico. Também existem três equipes de Odontologia, totalizando-se 12 consultórios para todos os tipos de atendimento.Faltam psiquiatra, ginecologista e pediatra. Cerca de 23 mil usuários são atendidos no Centro de Saúde Rio Branco, que recebe por dia em média 250 pessoas.

Espaço físico

Na visita, o gerente do Centro de Saúde Rio Branco, Adalberto Alves Pereira, afirmou que o espaço físico é pequeno e que não há consultórios suficientes para todos os profissionais. Segundo ele, a unidade é antiga e uma simples reforma não solucionaria de forma definitiva o problema, demandando-se uma ampliação.

Conforme anunciaram o coordenador da Regional Venda Nova, Humberto Abreu, e o gerente de Infraestrutura Urbana de Venda Nova, Ricardo Lima, a previsão da PBH é que ainda no 1º semestre de 2018, sejam realizadas melhorias imediatas na parte hidráulica, elétrica e de pintura do posto.

Encaminhamentos

Para o vereador Cláudio da Drogaria Duarte, o centro de saúde precisa de algumas reformas básicas, e a Regional e a gerência de Obras de Infraestrutura se posicionou nesse sentido. No que se refere ao recolhimento de material tóxico no consultório de Odontologia, a comissão irá cobrar uma solução da Secretaria Municipal de Saúde. Quanto ao atendimento comprometido devido à falta temporária de médicos, o vereador afirmou que é preciso uma atenção especial quanto ao encaminhamento e necessidade do atendimento do usuário. Autor do requerimento que deu origem à visita técnica, o vereador Catatau (PSDC) reforçou, por sua vez, a importância desse diálogo com a Prefeitura e com os profissionais da área de saúde para que sejam realizadas melhorias. A comissão fará um relatório da visita e encaminhará as demandas apresentadas ao Executivo.


Superintendência de Comunicação Institucional