ESTRAGOS DAS CHUVAS

Comissão visita casas atingidas pela cheia do Rio das Velhas no Bairro Beija Flor

As informações foram apresentadas ao vereador Edmar Branco, que entrou em várias casas para conferir os danos apresentados pelos atingidos

quarta-feira, 12 Fevereiro, 2020 - 13:45
Foto: Bernardo Dias / CMBH

Mais um local atingido pelas fortes chuvas que caíram em Belo Horizonte recebeu a visita técnica de uma comissão da Câmara de BH. Desta vez foram os moradores do Bairro Beija Flor, localizado na Região Nordeste da cidade, que puderam apresentar à Comissão de Meio Ambiente e Política Urbana, o drama vivido com a cheia do Rio das Velhas. Cerca de 40 pessoas relataram ao vereador Edmar Branco (Avante), que solicitou a visita, as dificuldades enfrentadas desde o dia 24 de janeiro, sobretudo em relação à falta de suporte da Prefeitura, que não teria atendido chamados e nem apresentado solução aos moradores. Eles questionam a possível abertura de comportas de uma barragem da Cemig, o depósito irregular de entulho às margens do Rio das Velhas em Sabará, a ausência da Defesa Civil no momento crítico e a denúncia de que a lama que chegou às casas tem rejeito de minério. “Quando poderemos dormir em paz e ter um pouco de dignidade?”. Esta foi a pergunta feita pela maioria dos presentes. Muitas casas localizadas às margens do Rio das Velhas ficaram totalmente destruídas.

A visita foi acompanhada por técnicos da Urbel, Sudecap e Secretaria de Obras, além do coordenador de Atendimento da Regional Nordeste, Marcelo Camargos. Segundo eles, a Prefeitura está trabalhando com todo o seu efetivo para minimizar os danos e está buscando formas de auxiliar os moradores na recuperação de suas casas. “A Sudecap está tentando mitigar os danos. Estamos trabalhando muito e fazendo o que podemos. Entendemos o sofrimento de todos, por isso estamos aqui”, afirmou Ricardo Luiz, gerente de Manutenção da Regional Nordeste da Sudecap. Segundo Marcelo Camargos, o trabalho terá que seguir algumas fases. “A Prefeitura ainda não tem respostas para questões ligadas à indenização. Ainda estamos na fase de levantamento e de atendimento que quem está no risco. A Sudecap começou a fazer algumas obras emergenciais. O ciclo de chuvas precisa acabar para termos uma resposta mais efetiva”, disse o coordenador.

Encaminhamento

Um relatório da visita será entregue à Comissão de Meio Ambiente e Política Urbana e, segundo o vereador Edmar Branco, alguns pedidos de informação serão enviados. “Vamos formar uma comissão com cinco moradores para acompanhar os trabalhos. Vamos ainda solicitar dados de atendimento para a Defesa Civil e marcar uma reunião com a Prefeitura de BH. Enviaremos ofício para a Prefeitura de Sabará e para a Secretaria de Estado de Meio Ambiente pedindo informações sobre o depósito irregular de entulho às margens do Rio das Velhas e solicitaremos à Cemig que nos informe sobre a suspeita dos moradores em relação à abertura de comportas de barragem sob sua posse”, explicou o vereador.

Superintendência de Comunicação Institucional

Visita técnica para averiguar a afetação do local diante da situação de emergência no Bairro Beija Flor - Comissão de Meio Ambiente e Política Urbana