VISITA TÉCNICA

Vereadores vão averiguar risco geológico ou de inundação na Vila Biquinhas

Ocupação desordenada do solo ameaça a segurança dos próprios moradores

quinta-feira, 3 Fevereiro, 2022 - 10:45
Pequena ponte improvisada e estreita sobre o córrego Embiras, onde se pode ver muito lixo e esgoto, que saem das moradias em canos e caem diretamente no córrego.
Foto: Divulgação SLU

Desastres ambientais causados pelo volume excessivo de chuvas têm ocupado boa parte dos noticiários. Impermeabilização da cidade, ocupações desordenadas, mudança no curso de rios e córregos, além de grande volume de lixo descartado de forma irregular são alguns dos problemas que, junto com o desequilíbrio ambiental, trazem grandes prejuízos para a sociedade. Diante de tantos perigos iminentes e da falta de acompanhamento adequado do poder público, a Comissão de Meio Ambiente, Defesa dos Animais e Política Urbana acatou um pedido de visita técnica de Wilsinho da Tabu (PP) à Vila Biquinhas, localidade que necessita de acompanhamento e intervenções para a garantia da segurança dos moradores. A vistoria está marcada para sexta-feira (4/2), às 10 horas, e o ponto de encontro será na Rua Agnaldo Bicalho Ervilha esquina com Rua Coronel Joaquim Tibúrcio, no Bairro Heliópolis.

Em seu requerimento, Wilsinho explicou que a falta de fiscalização adequada por parte do poder público permite uma ocupação do solo urbano sem planejamento, “o que pode gerar consequências para a segurança dos próprios moradores com impactos ambientais negativos por estarem, literalmente, sobre o córrego Embiras”. De acordo com o parlamentar, é necessária uma ação mais contundente e coordenada de várias instâncias do poder público. “O objetivo é constatar a realidade da ocupação do solo neste local com vistas a sugestões para alguma ação mais efetiva do Executivo”, afirmou.

Estão convidados para acompanhar os trabalhos representantes da Secretaria Municipal de Governo; da Defesa Civil de Belo Horizonte; da Companhia Urbanizadora e de Habitação de Belo Horizonte (Urbel); da Superintendência de Limpeza Urbana (SLU); da Copasa; do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais; e da Coordenadoria de Atendimento Regional Norte.

Superintendência de Comunicação Institucional