AUDIÊNCIA PÚBLICA

Educação à luz da fé cristã, tema da Campanha da Fraternidade 2022, em pauta

Além do ambiente escolar, educação envolve famílias, Estado e sociedade. Religiosos e professores participam do debate

terça-feira, 29 Março, 2022 - 18:15
Na tela de um computador, ilustração com a imagem de Jesus Cristo escrevendo no chão as palavras "amor"e "sabedoria", acompanhado por uma pessoa ajoelhada.
Foto: Divulgação CMBH / Imagem ilustrativa CNBB

Na perspectiva da Campanha da Fraternidade 2022, lançada pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), a educação é entendida não apenas como ato escolar, transmissão de conteúdos ou preparação técnica para o mundo trabalho. Educar envolve famílias e gestores na formação do indivíduo em sua integralidade, para promoção do bem comum e preservação da vida, atingindo consciências e transformando relações. Se antes da pandemia os desafios da educação já eram diversos, o fechamento das escolas e a adoção de ensino à distância trouxeram novas questões. O tema Fraternidade e Educação, escolhido pela campanha da Igreja Católica no período quaresmal, será discutido em audiência pública da Comissão de Educação, Ciência, Tecnologia, Cultura, Desporto, Lazer e Turismo na quinta-feira (31/3), 13h, no Plenário Helvécio Arantes. A reunião será transmitida ao vivo pelo Portal CMBH e a população pode participar do debate enviando perguntas, comentários e sugestões por meio de formulário eletrônico.

A vereadora Professora Marli (PP), que solicitou a audiência, explicou que a Campanha da Fraternidade deste ano foi especialmente motivada pelo Pacto Educativo Global, convocado pelo Papa Francisco. “Eu, como educadora, católica e representante da cidade, não poderia deixar de promover essa aproximação em prol da educação”, afirmou. Marli acrescentou que as comunidades de fé sempre tiveram um papel central no ensino e na cultura do Brasil, e muitas das escolas de referência são católicas. Com a audiência, ela espera que possam ser traçados “caminhos para superar os impactos da pandemia na educação, pensar melhor no papel da família e das comunidades de fé dentro do ensino e construir propostas educacionais que sejam preocupadas com a humanização e com o bem”.
 
Foram convidados para o debate o vigário da Arquidiocese BH e Diretor-Geral Religioso do Colégio Santa Maria, Márcio Ribeiro de Souza, os bispos Auxiliares da Arquidiocese de Belo Horizonte, Dom Nivaldo dos Santos Ferreira e Dom Joel Maria dos Santos, o padre Geovane Marques dos Santos, a imã Eliamar Florência da Silva e os professores João Andrade, Janaína Vieira de Carvalho e Aleluia Heringer. 
 
Campanha da Fraternidade
 
Lançada pela CNBB na abertura da Quaresma, dia 2 de março, Quarta-Feira de Cinzas, a Campanha da Fraternidade 2022 tem o lema “Fala com sabedoria, ensina com amor” (Pr 31,26), cujos objetivos estão direcionados ao processo educativo de cunho religioso. Trata-se da terceira vez que a Igreja no Brasil vai aprofundar o tema da educação em uma Campanha da Fraternidade.
 
A Campanha convida a todos a promover diálogos a partir da realidade educativa do Brasil, à luz da fé cristã, propondo caminhos em favor do humanismo integral e solidário. Alguns de seus objetivos específicos são: analisar o contexto da educação na cultura atual e seus desafios potencializados pela pandemia, verificar o impacto das políticas públicas na educação, incentivar propostas educativas que, enraizadas no Evangelho, promovam a dignidade humana e o cuidado com a casa comum; e promover uma educação comprometida com novas formas de economia, de política e de progresso verdadeiramente a serviço da vida humana, em especial dos mais pobres. 
 
Superintendência de Comunicação Institucional