SAÚDE E SANEAMENTO

Vereadores cobram informações sobre superlotação em unidades de saúde

Solicitação atende a reclamações diante da dificuldade de atendimento. Também aprovada visita técnica ao Centro de Saúde Heliópolis

quarta-feira, 29 Dezembro, 2021 - 14:00
Foto: Claudio Rabelo/CMBH

Diante da superlotação e da dificuldade de atendimento nas unidades de saúde de Belo Horizonte, a Comissão de Saúde e Saneamento aprovou, na sua última reunião ordinária de 2021, pedido de informação, de autoria do vereador Cláudio do Mundo Novo (PSD), direcionado ao prefeito Alexandre Kalil (PSD), por meio do qual requer que sejam enviadas ao Legislativo Municipal explicações sobre os motivos pelos quais os cidadãos “têm sofrido com alto tempo de espera por atendimento” e quais as medidas adotadas para resolver o problema. Os vereadores também aprovaram a realização de visita técnica ao Centro de Saúde Heliópolis para fiscalizar as atuais condições de funcionamento da unidade. A visita foi solicitada por Wilsinho da Tabu (PP). Veja aqui a pauta completa e o resultado da reunião.

Superlotação e dificuldade de atendimento

“Meu pedido foi feito por causa da alta espera dos munícipes (nas unidades de saúde) e atendimento precário causado pela falta de profissionais. Muita gente está me ligando. Claro que sabemos que há demandas diversas como a covid-19, a gripe e até mesmo as chuvas unidas à falta de profissionais”, disse Cláudio do Mundo Novo ao pedir a aprovação do requerimento que solicita informações ao prefeito Kalil sobre a superlotação e as dificuldades de atendimento nas unidades de saúde da Capital, situação amplamente divulgada pela imprensa nos últimos dias.

O vereador pede ainda ao prefeito que explicite “quais as medidas adotadas para aumentar o número de profissionais de saúde, tendo em vista que, segundo o representante do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Belo Horizonte (Sindibel), Bruno Pedralva, faltam cerca de 440 médicos do Sistema Único de Saúde (SUS)” nos centros de saúde de Belo Horizonte. O pedido foi aprovado por unanimidade. Segundo informações da Secretaria Municipal de Saúde, em 2020 foram realizados 273 mil atendimentos por doenças respiratórias nos centros de saúde da cidade. Este ano, até o domingo, dia 26, foram 399 mil, uma amplicação de 46%. Ainda segundo a secretaria, houve um aumento de 173% no atendimento de crianças e adolescentes por doenças respiratórias, totalizando 10.028 casos.

Visita técnica

A Comissão de Saúde e Saneamento também aprovou pedido de visita técnica, do vereador Wilsinho da Tabu, ao Centro de Saúde Heliópolis. No pedido, o vereador afirma que “como consequência dos efeitos da pandemia”, ficou mais evidente a “importância do sistema público de saúde, bem como o comprometimento das equipes de profissionais que estiveram a todo momento à frente no combate à Covid-19”, o que faz necessário que o Poder Público reveja as estruturas que compõem o sistema de saúde. Tendo em vista essa necessidade, o vereador afirma que é fundamental “observar como está a qualidade do atendimento, das instalações para os usuários, bem como a materialidade das unidades e as condições de trabalho dos servidores.” Para acompanhar a visita, marcada para o dia 4 de fevereiro de 2022, às 9h, o vereador convidou o secretário Municipal de Saúde, Jackson Machado; a integrante do Conselho Municipal de Saúde, Carla Anunciatta; o coordenador de Atendimento Regional Norte, Humberto Guimarães; e o diretor Regional de Saúde Norte, Moisés Gonçalves. O Centro de Saúde Heliópolis fica na Rua dos Beneditinos, 120, Bairro Heliópolis.

Participaram da reunião os vereadores José Ferreira (PP), Dr. Célio Frois (Cidadania) e Cláudio do Mundo Novo, que presidiu os trabalhos.

Superintendência de Comunicação Institucional