DRENAGEM URBANA

Irlan Melo será relator e Fernanda Altoé presidente da comissão especial de estudo

Bella Gonçalves, Macaé Evaristo e Reinaldo Gomes Preto Sacolão serão sub-relatores. Reuniões acontecerão duas vezes por mês

sexta-feira, 12 Fevereiro, 2021 - 17:45
Foto: Karoline Barreto/CMBH

O vereador Irlan Melo (PSD) foi eleito, nesta sexta-feira (12/2), relator-geral da Comissão Especial de Drenagem Urbana. Na mesma data, Fernanda Pereira Altoé (Novo), que havia apresentado requerimento para a constituição deste colegiado, foi eleita sua presidente. Aos demais membros da comissão coube ocupar cada uma das três sub-relatorias: Bella Gonçalves (Psol) estará à frente da sub-relatoria sobre as comunidades atingidas; Reinaldo Gomes Preto Sacolão (MDB) será sub-relator sobre as Regiões Nordeste, Norte e Pampulha; e Macaé Evaristo (PT) será sub-relatora sobre as Regiões Centro-Sul e Venda Nova. Após a eleição para os cargos da comissão, os parlamentares decidiram sobre a data e horário das reuniões, que acontecerão nas terças-feiras da terceira e quarta semanas de cada mês, às 15h, no Plenário Amynthas de Barros.

Na próxima reunião, no dia 16 de fevereiro, os vereadores deverão discutir e votar pedidos de informação que possam subsidiar o trabalho da comissão especial na busca de soluções estruturais, como obras hidráulicas, e não estruturais, como o aumento de áreas verdes de contenção, ações de permeabilização do solo, entre outras iniciativas que tratem das enchentes, chuvas intensas e seus impactos na capital. Já no dia 26 de fevereiro, deverá ser discutido e votado o cronograma de trabalho da comissão.

Bella Gonçalves parabenizou Fernanda Pereira Altoé pela apresentação de requerimento para a constituição da comissão e se disse feliz pelo consenso havido entre os membros do colegiado sobre a ocupação dos cargos. Bella também afirmou esperar que a comissão, ao trabalhar para evitar alagamentos, busque soluções ambientalmente responsáveis e que respeitem as pessoas.

Fernanda, eleita presidente, afirmou que quem quiser contribuir para resolver o problema das enchentes e alagamentos da capital terá voz na comissão especial. De acordo com a vereadora, os membros da comissão olharão para as necessidades das diferentes regiões da capital de modo a tratar da cidade como um todo. Ela também defendeu o conceito de cidade-esponja, que, segundo ela, caracteriza os municípios que retêm a água da chuva para utilizá-la em época de seca. Também para ela, a comissão deverá sugerir proposições regulatórias e fiscalizatórias para buscar soluções para as enchentes.

Irlan Melo, que foi eleito relator-geral, afirmou que a região do Betânia, assim como outras de BH, convive há tempos com inundações, sem que se tenha uma resposta para o problema. Diante desse cenário, o parlamentar considera que caberá à comissão apresentar soluções para a questão que anualmente atinge moradores, vias, equipamentos públicos e imóveis da capital. Para Irlan, as enchentes são o preço que a cidade paga por estar desrespeitando o meio ambiente. Ele também falou contra a cobertura do Córrego do Cercadinho, na Região Oeste da capital, e defendeu uma solução do poder público para o curso d’água.

Assista ao vídeo da reunião na íntegra.

Superintendência de Comunicação Institucional

1ª Reunião: Comissão Especial de Estudo- Drenagem Urbana